mini curso gestão de agências

Timesheet online: 5 dicas para usá-lo com eficácia!

Saiba exatamente quanto custa cada minuto do seu trabalho, se o que você cobra é capaz de cobrir suas despesas e dar a margem de lucro desejada.

[fa icon="calendar"] 23/06/2016

controle_de_refações_e_gestão_de_custos_pelo_timesheet

Sabe aquela sensação de trabalhar, trabalhar e não enxergar a lucratividade de sua empresa crescendo na mesma sintonia? E você já parou para pensar que um timesheet online pode ser a solução dos problemas de sua agência? (Se você não sabe o que é timesheet, clique aqui!)

Não é só a precificação dos seus serviços que vai ditar a sua margem de lucro. Muitas vezes, quando a agência conquista um cliente de grande porte, às vezes de porte nacional, e que gera um alto volume de receitas, ela pensa que a saúde financeira do negócio está garantida. No entanto, quando este gestor presume tal constatação, ele se esquece que, apesar de o cliente gerar um alto volume de receitas, ele também gera um grande volume de trabalho e retrabalho.

 

 

Na certeza de que o aumento das receitas aumentaria automaticamente o lucro muitos gestores deixam de analisar um quesito importante: Qual o custo gerado por esse cliente? A receita que ele gera é capaz de cobrir as despesas? Para ajudá-lo a entender quantas horas de profissionais estão sendo gastas no trabalho e retrabalho de peças deste cliente, quanto estas horas custam e qual é o valor ideal para cobrir este custo e a porcentagem de lucro da agência foi criada a ferramenta Timesheet.

 

Dicas para usar seu Timesheet:

  1. Organize seu fluxo criativo, categorizando cada etapa do processo. Ex.: fase de criação, revisão, refação e arte final.

  2. Implemente o timesheet para registro do tempo de trabalho, estipulando o valor/hora para cada membro da sua equipe. Isso ajudará a saber quem é a pessoa mais adequada para cada tipo de tarefa.  

  3. Faça um levantamento das horas totais trabalhadas, de forma a exibir o tempo dedicado em cada etapa do processo criativo, assim como seu custo.

  4. Mensure todos os valores de receita trazidos pelo cliente em questão, somando comissões, custos internos e/ou fee mensal.

  5. Faça o comparativo entre receitas e despesas, para chegar ao resultado final. Mas, lembre-se de considerar os possíveis valores de repasse.   

 

Você pode estar se perguntando sobre os valores de repasse, não é mesmo? Veja aqui uma explicação mais detalhada sobre o assunto e as possibilidades de gerenciamento. Além dos valores de repasse, controle de BV's e comissões, valores de hora trabalhada por profissionais capacitados, existem outras dezenas de questões sobre gestão financeira em que os gestores pecam. Por isso, elaboramos um material sobre o assunto. Faça o dowload do nosso material Tudo o que um publicitário deve saber sobre Gestão Financeira clicando no banner a seguir:

 cta-ebook-financeiro

 



Maria Alice Barreto

Escrito por Maria Alice Barreto

Formada em Comunicação Social, desenvolve atividades relacionadas ao marketing digital e à produção de conteúdo das nossas diversas plataformas.


Posts Relacionados

Ebook Modelo Briefing