<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=424994&amp;fmt=gif">
iZoom 2018

Como abrir uma agência de publicidade

Se você está pensando em abrir a sua própria agência, confira nosso artigo com dicas essenciais para ter sucesso nessa nova jornada!

[fa icon="calendar"] 25/09/2018

Como abrir uma agência de publicidade?

Decidiu abrir o seu próprio negócio? Fique de olho nas nossas dicas para começar com o pé direito!

Abrir uma agência de publicidade tem sido o caminho escolhido por muitos profissionais que desejam começar sua própria história no mundo publicitário.

Apesar de possuir quesitos que mudam de acordo com a região, tamanho do negócio e questões jurídicas, o processo de abertura de um negócio segue um padrão bem definido. 

Se você decidiu que começar o seu próprio negócio é a melhor escolha, mas ainda não sabe muito bem o que deve ser feito, este post é para você! Neste guia, explicamos como abrir uma agência de publicidade e ter sucesso nessa nova jornada. Se interessou? Continue lendo para descobrir! 

   Confira também:


Tudo o que você precisa saber se quer abrir uma agência de publicidade

Você já tem um plano de negócio? Sabe qual será a estrutura da agência? Já escolheu os profissionais certos para fazer parte da sua equipe? São muitas perguntas, não é? Mas não se preocupe, responderemos todas a seguir!


Plano de negócios

Se você quer começar a empreender e já começou a fazer cursos de administração e gestão, provavelmente já ouvir falar do plano de negócios. Esta etapa é fundamental se você pretende buscar investimentos externos e financiamentos bancários, pois fornece uma visão estruturada e detalhada de todas as ações.

Além disso, é no plano de negócio que você irá descobrir os pontos fortes e fracos do negócio, e terá uma ideia de quem serão seus possíveis clientes, fornecedores e concorrentes.

Aqui, tudo vai depender de uma pesquisa acurada e de muito comprometimento. Essa metodologia é uma espécie de guia que reúne pontos fundamentais para quem vai montar um negócio, como:

  • Sumário executivo: O sumário é uma espécie de resumo do seu plano de negócio, e conta com os seus principais pontos, como descrição da agência, quais são os seus serviços, onde será localizada, entre outros.
  • Dados dos responsáveis pela gestão da agência: Aqui, cada sócio irá destacar suas experiências, seus conhecimentos e habilidades anteriores. 
  • Dados da agência: Nesta etapa, informe o nome da empresa bem como o número de inscrição do CNPJ. Se a empresa ainda não estiver registrada, basta informar o número do seu CPF.
  • Missão da agência: Pense: qual o papel que sua agência quer desempenhar em sua área de atuação? Em outras palavras, qual a razão da sua existência?
  • Setor de atuação: Como estamos falando de um setor cujo principal objetivo é entregar serviços para seus clientes,  nesse caso, escolha a modalidade "prestação de serviços''.
  • Forma jurídica: Nesta etapa, determine como sua agência deverá ser tratada pela lei, escolha entre as seguintes opções: Microempreendedor Individual – MEI, empresário individual, Empresa Individual de Responsabilidade Limitada – EIRELI, Sociedade limitada, entre outras. 
  • Capital social: Liste todos os recursos financeiros, equipamentos e ferramentas destinados à criação do negócio.
  • Estudo de clientes, fornecedores e concorrentes: Aqui, você vai identificar as características gerais dos seus clientes, analisando os seus interesses e comportamento e onde estão localizados. Faça o mesmo com seus concorrentes e fornecedores.
  • Plano de marketing: Já no plano de marketing, descreva os principais serviços que serão prestados, bem como preço e estratégias promocionais. 
  • Plano operacional: No plano operacional, defina como será a distribuição dos setores da agência, bem como o layout físico da agência. Atente-se também à capacidade produtiva, como serão feitas as atividades e os responsáveis por cada uma. 
  • Plano financeiro: No plano financeiro, liste o investimento total, bem como a estimativa de investimentos fixos, capital de giro, estimativa de faturamento mensal, gastos com impostos e comissões, custos com mão-de-obra, demonstrativos de resultados, entre outros.

É também, no plano de negócio que você terá a tão esperada resposta para a questão : "será que vale a pena investir em um negócio?'' Tendo essa questão resolvida, é hora de partir para o próximo passo: os recursos financeiros disponíveis. 


Recursos financeiros

Depois de estabelecer um plano de negócio, chegou o momento de considerar as fontes de financiamento para gerar o lucro desejado.

Em todo início de empreendimento, é comum dar o pontapé inicial a partir do patrimônio próprio, deixando os financiamentos e investimentos para depois. Mas se você ainda está em dúvida, ou não possui os recursos necessários para colocar o seu sonho de abrir uma agência em prática, aqui vão algumas dicas:

  • Empréstimos de familiares ou bancos;
  • Dinheiro atribuído à você mesmo;
  • Venda de bens ou imóveis;
  • Financiamento por meio de entidades que estimulam o empreendedorismo ou bancos;
  • Financiamento coletivo;
  • Investidores.


Estrutura da agência

Levar a estrutura da agência em consideração é de fundamental importância para as relações comerciais. Isso porque, você vai precisar de uma estrutura física para receber clientes a fim de alinhar estratégias essenciais para o sucesso das campanhas.

Nesse sentido, embora algumas agências tenham migrado (e até iniciado) no modelo home office, contar com um ambiente estruturado e pronto para receber suas contas da melhor maneira possível é essencial.

Isso quer dizer que, além de condições adequadas para os colaboradores, o local escolhido precisa seguir diretrizes legais e físicas, como uma boa condição estrutural, atender às exigências do corpo de bombeiros, entre outros. Na dúvida, busque um corretor de confiança para lhe ajudar com todos esses detalhes.

De toda forma, leve em conta os seguintes fatores na hora de escolher o local ideal para sua agência:

  • Segurança pública;
  • Disponibilidade para estacionamento;
  • Excelente internet;
  • Transporte público adequado;
  • Entre outros.

Mas não par apor aí. Quando se trata de Gestão de agência, é também necessário pensar na sua presença digital, isto é, utilizar a internet para prospectar novas contas e se tornar mais conhecida no mercado.

Além do uso de mídias sociais, a criação de um site institucional é fundamental para tornar os seus serviços conhecidos do público-alvo desejado. 


Registro da agência

O que muitas vezes é erroneamente desconsiderado para quem está montando uma agência é o registro de propriedade industrial. Na prática, trata-se de dar um nome à agência que não esteja sendo usado por outra empresa no mercado. 

A boa notícia é que dá para fazer esse registro na internet, por meio do site do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Embora seja um serviço pago, você poderá verificar se já existe uma empresa usando o nome que você pretende utilizar no site indicado. 


Valores praticados

Chegamos a uma das mais importantes etapas da abertura de um negócio: a determinação dos preços. Por mais que essa etapa seja considerada a mais difícil para muitos gestores de primeira viagem, é aqui que você dará os primeiros passos para que seu negócio colha bons frutos futuramente.

Vale considerar, em um primeiro momento, a percepção dos clientes sobre a qualidade dos serviços oferecidos. Nesse caso, é ideal que os clientes consigam enxergar, logo de cara, os resultados que serão colhidos ao optar por sua agência.

Essa percepção é o que vai ajudá-lo a estabelecer valores competitivos, já que, em tese, o seu cliente estará disposto a pagar mais por serviços de qualidade.

Uma outra maneira de determinar os preços é a partir da concorrência, fazendo um benchmarking com seus principais concorrentes. Isso permite o aprendizado e a validação de mudanças ainda no início. 

Já em relação aos custos envolvidos nos serviços, são aqueles necessários para pagar as despesas envolvidas na prestação de serviços. Para tanto, é recomendado utilizar o Markup, que nada mais é que um valor aplicado sobre o custo do serviço, formando, assim, o preço final. Para realizar o cálculo, basta adicionar uma margem de lucro ao custo unitário, incluindo impostos e outros percentuais que englobem o valor definitivo.

Nova chamada à ação


Identidade da agência

Construir uma cultura organizacional pode até parecer algo de longo prazo. Mas não se engane, é essencial delinear a identidade da sua agência já no começo, isso vai direcionar melhor os serviços, como a construção do site, de mídias sociais, e em como a agência vai se posicionar no mercado.

Você precisa se perguntar: qual imagem a agência pretende passar em cada contato com seus clientes? Qual imagem ela quer transmitir externamente? Quais estratégias seguir para passar a imagem desejada para os prospects e clientes atuais? Lembre-se, escolher um caminho e ter foco no que realmente importa é o que vai garantir que sua agência prospere lá na frente.


Software de gestão

Por fim, adotar um sistema de gestão já no início do negócio vai proporcionar uma gestão de ponta a ponta na agência: desde a chegada de um cliente, até o faturamento dos serviços. E por falar em clientes, já existem opções no mercado que permitem que suas contas aprovem e solicitem alterações nos jobs, o que facilita bastante o trabalho do atendimento.

Além disso, todos os processos executados na agência são padronizados, evitando a repetição de tarefas de rotina. Com todas as etapas do trabalho asseguradas, o desempenho da equipe será melhor, e os resultados de seus futuros clientes também. 

E se no começo a precificação era uma dificuldade, com um sistema de gestão específico para agências essa tarefa é simplificada, já que a ferramenta conta com um timesheet , permitindo a integração de dados financeiros ao tempo gasto na realização das tarefas.

Quer saber como escolher a ferramenta correta para que sua agência inicie suas operações com o pé direito? Confira, então, quais pontos você precisa ter em mente ao escolher uma ferramenta de gestão!



Viviane Rodrigues

Escrito por Viviane Rodrigues

Graduada em Jornalismo e cursando Marketing, auxilia no marketing do iClips e acredita que o marketing digital tem grande importância na condução de qualquer negócio.


Posts Relacionados

Saiba como aumentar a produtividade da sua agência