Acesse o Mini Curso de Gestão de Agências do iClips Gratuitamente
gestao-financeira Para fazer uma gestão financeira segura, com embasamento para decisões estratégicas importantes, é preciso se dominar as práticas de faturamento usadas nas negociações. Com os exemplos e as dicas desse post os conceitos vão ficar mais claros. Confira:

Líquido X Bruto: Como essa escolha organiza sua gestão financeira?

Para fazer uma gestão financeira segura, com embasamento para decisões estratégicas importantes, é preciso se dominar as práticas de faturamento usadas nas negociações. Com os exemplos e as dicas desse post os conceitos vão ficar mais claros. Confira:

[fa icon="calendar"] 18/01/2016

gestao-financeira 

Uma agência de publicidade, geralmente possui negociações diferentes para cada tipo de fornecedor ou para cada perfil de cliente. A escolha depende da estratégia traçada para o negócio e das particularidades de cada gestão financeira.

 

É possível gerenciar três diferentes destinos para os faturamentos líquidos e brutos:
  • Direto ao cliente
  • Direto à agência
  • Direto ao Governo (clientes públicos)

Em linhas gerais, essa diferenciação informa ao fornecedor contratado o CNPJ contra o qual a nota será emitida. Já a definição de bruto e líquido direciona o recebimento da sua comissão. Ou seja, dados importantes para que você faça um fluxo de caixa preciso. 

 

Vamos exemplificar:

Cenário 1:

Cliente solicita um orçamento de impressão gráfica para uma determinada peça. A agência sabe que esse cliente faz todo o pagamento para ela e o repasse para o fornecedor também fica à cargo dela.

Nesse cenário, o faturamento será contra a agência pelo líquido. Ou seja, o fornecedor vai gerar uma nota contendo apenas os valores dele para a agência pagá-lo. E para que ela receba do cliente ela fará uma nova nota somando o valor a repassar para a gráfica e a comissão.

Obs.: Caso o faturamento seja Bruto, a comissão será paga pelo fornecedor e não pelo cliente. Sendo assim, na hora da agência repassar o valor à gráfica, basta descontar o seu BV.

 

Cenário 2:

Cliente solicita um orçamento de impressão gráfica para uma determinada peça. Porém, nesse caso a agência não fará o repasse. A nota do fornecedor será enviada em nome do cliente e caberá à agência faturar apenas o seu recebimento de comissão. O preenchimento da O.S. nesse caso será: faturar direto ao cliente pelo líquido.

Obs.: Caso o faturamento seja Bruto, a comissão será paga pelo fornecedor, mediante acordo feito com a agência.

 

Cenário 3:

Um cliente público solicita orçamento de impressão gráfica para uma determinada peça. Nesses casos a agência sempre recebe o valor total do serviço e fica responsável por fazer os repasses aos fornecedores.

Porém, ainda que a agência seja responsável por conduzir os pagamentos de terceiros, a nota fiscal chega no nome do Cliente. Para organizar este cenário, basta sinalizar o faturamento contra o Governo.

Essa modalidade tem como nome o ‘governo’, mas pode ser usada para clientes privados que tenham essa mesma particularidade.

Obs.: Caso o faturamento seja Bruto, a comissão será paga pelo fornecedor e não pelo cliente. Sendo assim, na hora da agência repassar o valor à gráfica, basta descontar o seu BV.

 

 

As três situações acima também podem ser transportadas para o cenário dos faturamentos de mídia. Mas atente-se: O CENP (Conselho Executivo das Normas-Padrão), órgão que regulamenta as atividades publicitárias, sugere como padrão para faturamento de mídia o tipo: ‘Direto ao cliente pelo líquido’.

Nesse caso, o veículo fatura o cliente sobre os valores de inserção e a agência fatura o cliente para o recebimento de ‘Desconto padrão de Agência’.

 


Bom, para que você tenha segurança e eficiência ao gerenciar suas negociações, é preciso ter um conhecimento prévio sobre os termos e condições de cada tipo de faturamento. E, aliado a isso, você deve ter em mãos ferramentas que ajudem a automatizar e padronizar processos recorrentes como esses.

Quer ver como isso funciona no iClips?

 

 



Maria Alice Barreto

Escrito por Maria Alice Barreto

Formada em Comunicação Social, desenvolve atividades relacionadas ao marketing digital e à produção de conteúdo das nossas diversas plataformas.


Posts Relacionados

Ebook Modelo Briefing