16
abr

Home office: saiba agora como implementá-lo na sua agência

Quer implementar home office na sua agência, mas não sabe como? A gente te explica! Leia este artigo e veja as vantagens que você pode ter com esse modelo

Home office: como adotar na sua agência?Redução de custos e colaboradores mais motivados. O home office pode gerar muitos benefícios! 

home office é o sonho de muita gente, mas ele é bem mais do que isso. Além de garantir mais qualidade de vida aos colaboradores, esse recurso pode significar uma grande redução de custos para as empresas. No entanto, não basta apenas querer colocá-lo em prática. É preciso saber, de fato, como implementar home office. Alguns cuidados são essenciais para obter sucesso com esse modelo.

Elaborar um bom plano de ação, nesse caso, é de suma importância. Uma transformação de grande porte dentro de uma empresa não deve acontecer de uma hora para a outra, mesmo em agências de comunicação, onde a agilidade permeia a maior parte das ações.

No artigo de hoje, mostramos para você como implementar home office e extrair o seu melhor, de modo a ser altamente benéfico para todos os envolvidos. Boa leitura!

Desenvolva um planejamento

Antes de mandar todos para fora do escritório, pense bem: os gestores vão saber lidar com os colaboradores à distância? Quais instruções é preciso passar para eles? Quais os perfis de líderes são os mais indicados para trabalhar com equipes que não marcam ponto nas organizações?

Após entender como e quais gestores estarão à frente do projeto, analise quando ele poderá entrar em vigor. Estabeleça uma data que atenda às suas necessidades e que deixe todos os envolvidos confortáveis. Não é questão de esperar um tempo ideal e ilusório, é importante ter cautela para não atropelar os processos. Coloque todos cientes dos seus direitos e obrigações.

Analise todas as dificuldades

Fato é que o home office é capaz de gerar uma série de vantagens para as empresas. No entanto, como nem tudo é perfeito, há também os desafios, como em qualquer outro modelo de gestão. Por isso, é essencial analisar todas as dificuldades que podem aparecer pelo caminho para não ser surpreendido por nenhuma delas.

Como exemplo, podemos citar o enfraquecimento da atuação profissional em equipe. Com a pouca convivência, os colaboradores podem se adaptar a trabalhar somente de maneira isolada, tornando-se muito individualistas. Sendo assim, é essencial pensar em um plano (como reuniões periódicas) para que isso não se torne uma realidade na empresa.

Organize a estrutura adequada

Não é só porque não há um escritório como base da rotina dos colaboradores que não é preciso organizar o ambiente de trabalho. Para que tudo ocorra bem, é necessário contar com boas ferramentas de gerenciamento de tempo e aplicativos de bate-papo.

Em agências de comunicação, essa é, inclusive, praticamente uma obrigatoriedade. Afinal, como apresentar um bom trabalho para o cliente se a própria equipe não tem uma interação eficiente?

Contar com recursos tecnológicos que possibilitem o acesso a relatórios com vários itens, como indicadores financeiros, produtividade, comparativos anuais e semestrais, é fundamental. A gestão das mais diferentes áreas pode ser feita por meio dessas ferramentas, contribuindo para alcançar excelentes resultados.

Selecione bem os funcionários

Não é todo mundo que está bem preparado para trabalhar com home office. Isso porque esse modelo de atuação exige que os colaboradores tenham características como autocontrole e disciplina. O ideal é que os funcionários sejam pessoas maduras e responsáveis, para que possam lidar com os desafios de estar fora da agência.

Além disso, é importante que os colaboradores selecionados para trabalhar nesse sistema saibam atuar bem sob pressão. Isso porque, ao contrário do que muitos deles podem pensar em um primeiro momento, há muitas metas a serem batidas individualmente, o que pode exigir mais ainda do profissional.

Procure saber ainda quem são as pessoas que realmente desejam atuar nesse modelo. Essa é uma forma de motivá-las ainda mais. Além disso, é também uma maneira de focar aquelas que se esforçarão continuamente para continuar estabelecidas em home office, já que almejavam tanto essa configuração.

Treine os colaboradores

Um profissional que apresenta um trabalho de excelência na agência, provavelmente continuará à frente de bons resultados quando a empresa implementar home office. Isso não significa que ele não precisa passar por um treinamento, focado em como será o dia a dia, como as demandas deverão ser entregues, como será a interatividade, entre outros.

Por mais que muitos colaboradores sejam, de fato, brilhantes, eles podem não estar preparados para alguns dos desafios de estar fora da agência. Exemplos disso são as distrações nos espaços em que eles estarão (em casa, numa cafeteria, algum lugar público etc.), amigos e familiares que não respeitam o tempo de trabalho e outras questões.

Nova call to action

Atente-se à legislação

Ao planejar como implementar home office, não perca de vista a legislação vigente. A nova lei trabalhista regulamentou essa prática, e alguns aspectos merecem bastante atenção. A forma como o controle de trabalho deverá ser feito e o registro dos bens utilizados pelo colaborador são alguns dos pontos que exigem que a agência tenha um olhar mais observador.

É preciso saber tudo o que deve estar especificado no contrato e as responsabilidades da agência. Uma delas, por exemplo, diz respeito à saúde e ao bem-estar do funcionário. Não é porque o colaborador está fora do escritório que ele pode estar suscetível a acidentes de trabalho sem qualquer responsabilização da sua contratante, por exemplo.

Quebre seus próprios preconceitos

Mesmo sabendo como implementar home office e que a ação vai gerar vantagens para a empresa, vários gestores ainda ficam receosos em relação ao assunto. Muitos acreditam, por exemplo, que os colaboradores poderão ficar mais acomodados e até mesmo que a produtividade vai diminuir. Isso, porém, não se sustenta na prática.

Com um bom planejamento e ferramentas tecnológicas que controlam a gestão, é possível acompanhar de perto o colaborador, mesmo que ele esteja distante fisicamente. Dessa forma, os resultados podem, inclusive, surpreender positivamente. Não é por acaso que muitas agências de comunicação têm adotado esse modelo.

Estar atento a esses passos que mostram como implementar home office fará com que você promova uma realidade mais eficiente em sua agência. Na hora de fechar as contas, poderá constatar como os gastos foram menores. A satisfação dos colaboradores também tende a aumentar muito.

Compartilhe este artigo nas redes sociais para que outras pessoas também saibam como lidar com essa nova realidade nas empresas.