13
fev

Matriz Swot: Como elaborar uma análise para seus clientes

Se você tem dúvidas sobre como elaborar uma Matriz Swot na sua agência, este material é para você. Confira e faça uma ótima análise!

Elaborar uma matriz swot requer esforço e dedicação redobrada. Baixe nosso material e tenha acesso ao passo a passo da análise!

A Matriz SWOT é uma análise capaz de orientar a gestão e o planejamento estratégico de empresas e para identificar se as necessidades do público estão sendo atendidas. Além disso, é indispensável para conhecer de perto os atributos e entender como a empresa se porta em relação aos concorrentes.

Não há uma receita de bolo para que uma empresa cresça e prospere, mas existem boas práticas que podem ser aplicadas para tornar esse caminho menos árduo. É fato que as corporações que optam por investir em anúncios publicitários desejam conquistar bons resultados. Nesse sentido, de nada adianta um grande esforço por parte de todo o time se ninguém sabe, de fato, as reais necessidades dos clientes.

É preciso investir em pesquisa e muita análise do que eles desejam alcançar a curto e a longo prazo. É aí que entra a Matriz SWOT, recurso capaz de orientar a gestão e o planejamento estratégico de um determinado negócio. Além disso, o mecanismo é indispensável para empresas que desejam conhecer de perto seus atributos e entender como se portam em relação aos concorrentes.

Conheça a importância e as principais vantagens de utilizar a Matriz SWOT, seus fatores e dicas de como fazer análises para seus clientes com a ferramenta.

Análise de matriz SWOT: Seja um mestre na pesquisa de mercado!

Com a matriz SWOT você consegue identificar as forças e fraquezas daos seus clientes e as oportunidades e ameaças externas

Quais fatores compõem a Matriz SWOT?

Uma Matriz SWOT é composta por elementos que compõem o ambiente interno e externo da empresa, como:

  • Forças (Strengths)
  • Fraquezas (Weaknesses)
  • Oportunidades (Opportunities)
  • Ameaças (Threats)

Ambiente interno

No ambiente interno é possível ter o controle de tudo que o envolve, como a capacidade intelectual, tecnologia utilizada, ações de comunicação e marketing, cultura organizacional, gestão de projetos entre outros. Dentro do ambiente interno deve-se analisar as forças e fraquezas.

Forças

Em forças, são analisados fatores como: o que faz com que os clientes optem por determinado negócio; qual disponibilidade de recursos imprescindíveis para a manutenção dos serviços ou produtos; o que diferencia o negócio dos demais, entre outros.

Fraquezas

Já nas fraquezas, pense em questões internas que podem ser ruins para o negócio, tais como: altos custos com transporte; maiores gastos com a manutenção de equipamentos etc.

Ambiente externo 

Aqui, entram questões relacionadas à política, crises econômicas, desastres ambientais, taxa de juros, mudanças na legislação, entre outras.

Nesse caso, é essencial que a empresa esteja atenta a tudo que envolve o mercado no qual está inserida, a fim de lidar de forma eficaz com quaisquer acontecimentos. Aqui, as oportunidades e ameaças devem ser observadas e trabalhadas.

Oportunidades 

É o momento de indicar quais são as mudanças no mercado que, de alguma forma, são positivas para o cliente, como fatores econômicos; oportunidades que estão surgindo e mudanças do mercado que podem favorecer seus clientes.

Ameaças 

Por último, temos as ameaças — cenário no qual se concentram todos os fatores desfavoráveis para a empresa. Assim, além da ausência de controle sobre as questões, elas se apresentam como grandes ameaças para o negócio.

Qual a importância da Matriz SWOT para a gestão da agência?

Não há uma receita de bolo para que um cliente cresça e prospere, mas existem boas práticas que podem ser aplicadas para tornar esse caminho menos árduo. 

É fato que as empresas que optam por investir em anúncios publicitários desejam conquistar bons resultados. Entretanto, de nada adianta um grande esforço por parte da agência se ninguém sabe, de fato, as reais necessidades dos consumidores.

Esse é um dos motivos pelos quais a análise da Matriz SWOT é importante: ela ajuda a diagnosticar situações pertinentes para melhorar a atuação de empresas.

Quais as principais vantagens da Matriz SWOT? 

No momento em que se tem mapeadas situações de risco e oportunidades no mercado, assim como os pontos fortes e fracos em relação aos seus concorrentes, é formado um panorama da empresa.

Além de proporcionar uma visão geral, existem outras vantagens percebidas por quem utiliza a Análise SWOT.

Posição estratégica

A análise dos ambientes e o levantamento das características da empresa facilitam para que os gestores identifiquem a posição estratégica do negócio.

Saber como a empresa está posicionada no mercado, assim como comparar a sua atuação com as demais opções disponíveis, são vantagens que podem ser analisadas com a Matriz SWOT.

Melhora dos serviços e produtos

Diante do levantamento de informações feito para a Matriz SWOT, outra vantagem é percebida: a possibilidade de identificar melhorias no portfólio do cliente.

Ajustes nos serviços oferecidos, por muitas vezes, estão de fácil acesso para pôr em prática, mas não são identificados por falta de visão mais analítica da empresa. Nesses casos, a ferramenta auxilia para apontá-los a fim de desenvolvê-los.

Insights para solucionar problemas 

É muito comum que problemas apareçam e se configurem na Matriz SWOT, principalmente quando os pontos fracos são apontados.

Seja no fluxo de processos internos, na distribuição de tarefas e, até mesmo, na abordagem da empresa, as dificuldades detectadas durante a utilização da ferramenta podem ser tratadas com ações específicas para serem solucionadas.

Oportunidade para novos produtos 

A inovação é uma vantagem competitiva que dá destaque para empresas que investem nesse fator. Com a Matriz SWOT, tendências para criar produtos também podem ser mapeadas.

Vale lembrar que para inovar não é preciso, necessariamente, provir de grandes tecnologias e investimentos altos. Desenvolver novas ou melhores soluções já é um passo para a inovação.

Tomada de decisão estratégica

O cliente quer abrir uma filial, mas está na dúvida se vale a pena? A análise da Matriz SWOT pode ajudar na decisão. Afinal, a ferramenta mostra um panorama da empresa, correto?

Outros dilemas de gestão precisam de decisões efetivas para sair do papel — ou para entrar de vez na gaveta — e também podem contar com a ferramenta para dar embasamento.

Powered by Rock Convert

Priorização de ações

Com a construção da Matriz SWOT, pode-se desenvolver planos e priorizar as atividades que precisam ter foco para atingir os objetivos do cliente.

As ações necessárias para atender às expectativas da empresa podem ser organizadas para que as demandas mais importantes tenham prioridade.

Promoção de parcerias

Outra vantagem de empresas que utilizam a ferramenta é a possibilidade de identificar fraquezas em seu portfólio e promover parcerias para suprir tal lacuna.

Como exemplo, empresas que mapeiam a necessidade de oferecer serviços complementares aos seus clientes ou de aumentar a abrangência de atuação, podem recorrer a parceiros comerciais para isso.

Análise das estratégias realizadas

Além de apontar para soluções futuras, a Matriz SWOT permite que gestores avaliem as estratégias em andamento. Com isso, é possível verificar quais delas devem ser replicadas, ajustadas e, até mesmo, desconsideradas do planejamento da empresa.

Quais são as etapas da Matriz SWOT?

Depois de acompanhar as principais saídas e contribuições que a Matriz SWOT fornece para a gestão da empresa, chegou o momento de saber como é feita a análise dos dados na ferramenta. Acompanhe as principais dicas para você aplicar o processo com seus clientes de forma correta.

Envolva a equipe

Para que a Análise SWOT reflita a realidade da empresa, é fundamental que a equipe esteja envolvida na sua construção, por isso esse é o primeiro passo. 

Dados do financeiro, percepções do comercial e apontamentos do administrativo são informações ricas, que devem ser consideradas para que nenhum detalhe se isente da análise. 

Inclua também históricos de vendas, investimentos, reputação da marca e recursos humanos. Informações da estrutura, como localização, filiais e equipamentos, também podem ser consideradas. 

Comece pelo ambiente interno

Com a equipe já engajada no desenvolvimento da ferramenta, é indicado iniciar pelo ambiente interno. O apontamento dos pontos fortes e fracos deve ser feito de forma coerente e de acordo com o cenário atual da empresa.

Recursos já existentes — como pesquisas de satisfação — são boas fontes e colaboram para identificar as vantagens e desvantagens, e devem ser considerados.

Consulte dados e fontes confiáveis

Além das informações internas, uma profunda pesquisa de dados externos também deve ser feita. A análise de todos os fatores que a empresa não pode controlar, mas que influenciam a sua atuação, devem ser observadas no ambiente externo.

Olhar para a concorrência, mapear o que é tendência no setor e pesquisar legislações que podem impactar os negócios são alguns dos levantamentos que agregam valor para a análise da Matriz SWOT.

Vale ressaltar que o indicado é buscar informações de fontes oficiais, documentadas e que façam sentido para a atuação do cliente.

Faça correlações entre os quadrantes

Depois de identificar todos os fatores da Matriz SWOT, é possível analisar cada um dos itens e fazer correlações entre eles. 

Cruzar as informações e complementar direcionamentos diante dos apontamentos — tanto do ambiente interno quanto o externo — enriquece a análise. Dessa forma, novos insights e oportunidades podem ser identificados.

Documente as informações

Organize as informações de acordo com o formato da matriz e registre em um documento com data. É importante manter os registros datados, pois a ferramenta não é estática.

Com o passar do tempo os pontos fortes e fracos podem mudar, assim como as informações do ambiente externo. Por isso, compartilhe o documento com os gestores para que validem e siga para o próximo passo: o planejamento das ações.

Planeje as próximas ações

De nada adianta formatar a Matriz SWOT se nenhuma ação for providenciada. A ferramenta serve para isso: ajustar, monitorar e mapear oportunidades. Tudo de forma orgânica e organizada por prioridades.

É recomendado que um plano de ação seja desenvolvido, assim como a organização de reuniões e equipes de trabalho para dar andamento nas atividades. 

Percebeu como a Matriz SWOT é importante para qualquer negócio? Mas, para garantir que tais análises sejam feitas da forma correta, é preciso, entender o conceito de forma ampla e compreender como aplicá-lo na prática. Se você se interessou, neste ebook reunimos todas as informações sobre o assunto + uma planilha para você usar de forma gratuita. Aproveite!

Nova call to action