08
fev

O modismo do CRM em agências de publicidade

O modismo do CRM em agênciasCRM para agências: você sabe por que se tornou um modismo? Confira o nosso post e entenda mais sobre o assunto!

O mercado conta com recursos valiosos para aprimorar o relacionamento com o cliente e alavancar o processo de venda nas empresas de comunicação. O CRM para agências é uma ferramenta que vem gerando ótimos resultados para os negócios, aperfeiçoando os processos e proporcionando informações estratégicas para uma atuação mais efetiva com o consumidor.

Em meio aos desafios do dia a dia do marketing, é fundamental conhecer soluções que podem tornar os procedimentos mais fáceis e aumentar o desempenho da empresa. Quer saber mais sobre o modismo do CRM nas agências de comunicação? Confira o nosso post e entenda mais sobre o tema!

O que é CRM?

CRM é a sigla para Customer Relationship Management (Gestão de Relacionamento com o Cliente). A sigla se refere tanto à abordagem de CRM (que é focada no consumidor) quanto o sistema, que é um aplicativo. Normalmente, o programa é utilizado para colocar a abordagem em prática, mas os princípios são os mesmos. A ideia é acumular e processar as informações que são geradas sobre os clientes para promover estratégias diferenciadas

O sistema informatizado realiza a gestão dos dados obtidos. O programa coleta informações dos consumidores e dos pontos de contato entre eles e o empreendimento (como visitas aos sites e blogs, ligações, e-mails e interações nas redes sociais). A plataforma integra os dados e entrega conteúdos para que a agência acompanhe a jornada do cliente e desenvolva uma atuação estratégica.

A proposta é colocar o cliente no centro da negociação (abordagem que entra no lugar da focalização no serviço ou produto). Com essa estratégia, os vendedores buscam antecipar as demandas do consumidor e oferecer um melhor atendimento.

O CRM pode estar envolvido em 4 tipos de aplicações, mas o ideal é que a empresa utilize todas essas funcionalidades de forma integrada.

Operacional

Essa função está relacionada ao atendimento ao cliente, suporte, help desk e pós-vendas. Nessas linhas de ação, o objetivo é identificar processos que podem ser melhorados e coletar informações para realizar vendas.

Analítica

Os dados alcançados com a função operacional são convertidos em relatórios e análises para identificar as necessidades dos clientes de forma segmentada e para a montagem de um perfil do consumidor. Esses dados são utilizados para promover a preparação dos vendedores para o trabalho com o público.

Colaborativa

A função colaborativa está relacionada a disseminar as informações coletadas pelos outros setores da empresa, promovendo um diálogo entre os vários setores;

Estratégica

Utiliza as funcionalidades de forma integrada para direcionar as ações para o alcance de objetivos.

Que importância tem o CRM para agências?

O CRM para agências é muito importante para dar mais qualidade às atividades e facilitar a coleta e o processamento de dados sobre os clientes dentro da empresa de publicidade. A ferramenta possibilita armazenar conhecimento sobre o consumidor para oferecer um serviço diferenciado e uma experiência positiva na aquisição de algum serviço.

Com o sistema, é possível agilizar e simplificar o processo de vendas. Além disso, as interações com os clientes tornam-se mais construtivas, pessoais, relevantes e atualizadas. O CRM permite também ter um maior controle das vendas e fazer uma gestão estratégica dos negócios.

O conhecimento adquirido pode ser utilizado no desenvolvimento de alternativas que se encaixam nas preferências do cliente, proporcionando mais satisfação e gerando crescimento para a empresa de publicidade.

Como começou a ser usado?

O CRM começa como um software mais difundido na área de informática. A proposta se inicia em 1982 com o conceito de Database Marketing que envolvia metodologia estatística no processamento de dados dos clientes. Em 1986 é lançado o ACT, que fazia processamento de dados digital e realizava gerenciamento de contatos.

Em 1993, Siebel desenvolve o primeiro CRM, mas o programa só se populariza em 1997. A tecnologia é aprimorada e, em 2004, o CRM migra para a nuvem e se torna mais disponível para pequenas empresas e agências menores. Com esse crescimento da procura, houve uma redução de preços. A tecnologia hoje é bastante acessível e tem um bom retorno sobre o investimento.

Qual o seu impacto real?

Ao longo do dia as agências estabelecem inúmeros contatos com os clientes. Isso gera um grande fluxo de informação que pode ser utilizado de forma estratégica. Mas, para isso, é preciso ter um recurso que faça a coleta dessas informações e que as reúna de forma fácil de compreender e processar. 

O CRM executa esse trabalho de coleta, gestão e disponibilização de informações estratégicas para o gestor. Assim, ele favorece a realização de análises precisas e ajuda na construção de estratégias sólidas de abordagem do cliente. Os impactos para a empresa de publicidade são a obtenção de melhores resultados, melhoria no atendimento, criação de treinamentos para relacionamento com o consumidor, aperfeiçoamento da gestão da informação e integração de dados.

Quais são os prós e contras do uso?

O CRM possui várias vantagens. Ele possibilita organizar os contatos em uma base de dados unificada, contribui para o aumento da taxa de conversão, ajuda a qualificar os clientes e a distribuí-los em um funil de vendas conciso e claro.

Além disso, o sistema centraliza as informações e mantém um histórico de mudanças realizadas com os clientes, fornecendo dados que podem ser utilizados no planejamento e desenvolvimento de alternativas.

Um ponto negativo da utilização de CRM é que é necessário educar bem a equipe no uso da ferramenta, para que a estratégia de atendimento desenvolvida não seja invasiva. O desrespeito ao espaço do cliente pode ser um fator de desistência da compra. O CRM também é um sistema que exige um pouco de aprendizagem para ser utilizado, o que pode ser resolvido com um treinamento corporativo.

Apesar do CRM ser um modismo nas empresas de publicidade, é importante lembrar que tudo depende dos objetivos e necessidades da agência. Caso a ferramenta seja realmente necessária, ela pode ser uma ótima opção.

O CRM para agências é um recurso moldado para realizar o processamento de dados de clientes, conectando informações e integrando processos. O sistema pode ser utilizado de forma estratégica, a partir de seu papel operacional, analítico e colaborativo. Para adquirir essa solução é importante conhecer quais são os objetivos organizacionais e observar se o sistema contribui para o alcance dessas metas.

Gostou de saber mais sobre o modismo do CRM para agências? Aproveite e faça o seu comentário!