23
nov

Como fazer um planejamento de mídia digital?

Quer transformar o seu planejamento de mídia digital e torná-lo ainda mais efetivo? Veja as dicas que separamos e melhore os resultados da sua agência!

Como fazer o planejamento de mídia digital dos clientes na agência?

Para conseguir atingir os melhores resultados nas estratégias on-line, é indispensável um bom planejamento de mídia digital. Sem ele, dificilmente a agência conseguirá mapear os caminhos adequados para atingir os objetivos esperados.

Apesar de extremamente importante, contudo, muitas vezes esse passo é relegado a segundo plano ou feito de maneira pouco profissional. E o resultado é o investimento em ações que não trazem o retorno esperado ou, ainda, que estão em desacordo com os objetivos e até a cultura empresarial do cliente.

Não tem certeza se o planejamento de mídia on-line está sendo feito adequadamente na sua agência? Deseja melhorá-lo ainda mais? Então, continue a leitura!

Confira também:

O que é e qual a importância do planejamento de mídia digital?

O planejamento de mídia já é um velho conhecido da maioria das agências e se configura na determinação das melhores estratégias para divulgar corretamente um cliente e atingir o público certo para essa empresa.

Com o planejamento de mídia digital não é diferente. Afinal, é nesse momento que será definida a estratégia, os objetivos e os caminhos para se chegar até lá, identificando quais veículos de comunicação digital, estratégias de links patrocinados e link building, conteúdos e demais ações serão realizadas.

Sem um bom planejamento, é muito possível que o seu cliente acabe desperdiçando tempo e dinheiro em estratégias que não trazem retorno ou que não são adequadas ao seu tom de voz, público e objetivos.

Por isso, quanto mais bem alinhada for essa etapa, melhores serão os resultados obtidos — e mais satisfeitos ficarão os seus agenciados.

Quais as melhores práticas para o planejamento de mídia digital?

Como você viu, o planejamento de mídia digital é extremamente importante para o sucesso de qualquer estratégia. Mas, para isso, é indispensável que ele seja muito bem executado. Veja as etapas mais importantes.

Briefing

É o passo inicial de qualquer planejamento e precisa ser muito bem elaborado. É ele que garante informações suficientes sobre o cliente e uma boa compreensão dos objetivos, público, tom de voz, concorrentes e cultura empresarial.

São muitas as questões que podem ser elaboradas, mas é importante manter, ao menos, um roteiro preestabelecido, para não esquecer de coletar algum dado importante. Entre essas perguntas, existem algumas que podem ser feitas, como:

  • quais são os objetivos com a estratégia digital?
  • existe algum produto em específico que vocês desejam destacar?
  • quem são os principais concorrentes diretos e on-line?
  • quem é o público-alvo?
  • como é o comportamento on-line dessas pessoas?
  • qual é o hábito de sazonalidade em termos de compra desse público?
  • qual o período da campanha?
  • quais os resultados das campanhas anteriores?
  • qual o investimento disponível?
  • qual o posicionamento da empresa, tom de voz e cultura?

Claro que nem todas essas questões o seu cliente saberá responder, mas é a partir desses dados que as suas equipes poderão realizar uma pesquisa on-line, identificando melhor quem são os principais concorrentes, quais estratégias eles estão usando, quem são as personas desse cliente e assim por diante.

Identificar e analisar a concorrência é uma etapa importante nesse processo, e a dica é fazer um verdadeiro benchmarking para compreender melhor o cenário do agenciado e também detectar as forças e fraquezas dos concorrentes.

Estratégia

A partir de todas essas informações, será mais fácil pensar em uma estratégia realmente efetiva e que esteja em sintonia com os objetivos do cliente e a verba disponível.

São inúmeras as estratégias que podem ser usadas — dependendo do viés do cliente e do que ele espera alcançar. Nesse momento, é importante definir alguns pontos essenciais.

Canais

Com base nas personas criadas, identifique os principais canais de divulgação, como mídias sociais, influenciadores digitais, blog corporativo, e-mail marketing, assessoria de imprensa visando os grandes portais digitais, etc.

É possível escolher um ou mais canais (dependendo da verba disponível e dos objetivos), sempre pensando onde os consumidores estão e quais mídias possuem maiores chances de conversão.

Conteúdo

Toda estratégia de marketing digital precisa de conteúdo, afinal, é por meio dele que você vai despertar a atenção do público, auxiliar essas pessoas a encontrarem soluções, se relacionar adequadamente com elas e apresentar os produtos ou serviços do seu cliente.

Então, considere as particularidades dos canais escolhidos, as características das personas, as palavras-chaves mais usadas e o funil de vendas para criar um cronograma de conteúdos e planejar corretamente as interações com o seu público.

Pense, também, na linguagem mais adequada e na forma de abordagem, sempre relacionando a persona à cultura da empresa do cliente.

Cronograma

Muitas dessas estratégias podem ser aplicadas de maneira simultânea e é essencial que o seu cliente e a sua equipe saibam quando cada uma das ações deverá ser executada.

Assim, desenvolva um cronograma de modo a identificar a frequência e a distribuição do material, bem como a sinergia das ações.

Monitoramento

A principal vantagem de uma estratégia on-line é a capacidade de mensuração dos resultados. Por isso, na hora de realizar o planejamento, é indispensável, também, destacar quais métricas serão usadas para monitorar as ações em cada um dos canais, acompanhando o desempenho dentro do funil de vendas.

Lembre-se que os KPIs precisam estar em sintonia com os objetivos definidos para a estratégia. Por exemplo, se a meta é aumentar o número de visitantes em determinada página, é indispensável monitorar o page view. Agora, se a ideia é gerar mais vendas, então será preciso usar outras métricas, como número de leads, visitantes, CAC, entre outros.

E, claro, sempre fique de olho no ROI, que vai indicar se as suas ações estão realmente trazendo benefícios.

Fale com um consultor

Apresentação

Após tudo definido, é hora de apresentar as suas ideias ao cliente e, juntos, chegarem a um acordo sobre as melhores ações a serem tomadas. Independentemente do tamanho da empresa, essa etapa de aprovação é bastante comum — e até necessária — para que todos saibam onde e como a verba será aplicada.

É essencial desenvolver um documento formalizando todas as etapas e estudos realizados, além de uma apresentação mais visual e “palpável” para o cliente.

Lembre-se, também, de definir as formas como os resultados serão apresentados e de quanto em quanto tempo esse passo será feito.

Execução

Após a aprovação do cliente, é hora de colocar em prática o planejamento de mídia digital.

Com toda a pesquisa elaborada e os planos de ação bem traçados e explicados ao cliente, será muito mais fácil acompanhar as estratégias de perto e conseguir identificar se tudo está correndo como o planejado — ou se será preciso intervir (fazendo mudanças rápidas e evitando perder dinheiro).

Ao fim do período ajustado com o cliente, não se esqueça de montar relatórios específicos, mostrando os resultados alcançados com cada uma das ações e oferecendo um feedback preciso e de qualidade. Essa atitude ajuda a deixar as suas estratégias mais transparentes e a melhorar o relacionamento com seu cliente.

Como você viu, o planejamento de mídia digital é indispensável para qualquer estratégia de marketing on-line e capaz de guiar de forma mais efetiva as suas ações, além de melhorar a relação agência-cliente.

Gostou deste conteúdo? Assine a nossa newsletter para receber outras dicas legais como estas diretamente no seu e-mail!