02
nov

Saiba mais sobre a importância da projeção de custo variável para as finanças

Entenda como a projeção de custo variável é aplicada no setor financeiro. Saiba mais em nosso post!

o que é projeção de custo variável e sua importância

Você sabe como realizar uma projeção de custo variável? O correto gerenciamento financeiro é pressuposto fundamental para garantir a saúde econômica de uma organização. Aspectos importantes como a viabilidade, diferenças entre conceitos de custos, análises de assuntos e outros são explorados pelos gestores de excelência do mercado de trabalho.

Pensando nessas importantes demandas, preparamos um artigo com informações precisas e focadas na aplicação da projeção de custo variável. Entenda um pouco melhor essa implementação e agregue conhecimento com este post. Leia!

Calculadora de precificação: online e totalmente gratuita!

Precifique melhor os seus projetos e surpreenda seus clientes!

Por que estudar a viabilidade econômica de uma agência?

O estudo de viabilidades proporciona uma série de elementos de base para estratégias institucionais. A composição de preços de um produto ou serviço é um dos fatos de retorno para a análise.

Atividades sazonais geram instabilidade de demanda e afetam a composição média de custos fixos e variáveis. As projeções financeiras são determinantes nesses casos, para embasar melhores planejamentos financeiros.

Quando a maior porcentagem é representada por custos fixos, por exemplo, significa que a empresa terá maiores lucros, já que a produção pode ser alavancada com um gasto constante.

Empresas que geram muitos custos variáveis devem tratar as vendas individualmente e verificar a viabilidade de cada negócio. Nesse caso, vale mais a qualidade do que a quantidade de vendas.

O que é gerenciamento de custos?

A gestão de custos tem a função de otimizar gastos e despesas de forma a aprimorar estratégias que visem aumentar a lucratividade da organização. Nesse aspecto, é importante que o gestor diferencie cada conceito e trate as informações adequadamente.

Há vários motivos para que a organização priorize uma boa administração dos custos. Um planejamento financeiro adequado potencializa o alcance das metas e diretrizes organizacionais, já o contrário representa um risco para as operações e o futuro da empresa. Descubra agora algumas respostas importantes para o gerenciamento de custos.

O que é custo variável e quais os principais em uma agência?

Custos variáveis são aqueles que se alteram de acordo com uma quantidade produzida ou vendida. É importante mencionar que os custos variáveis são diferentes de despesas e outras contas.

Enquanto os custos estão diretamente relacionados à produção, como matéria-prima, mão de obra e energia, as despesas se referem aos gastos administrativos da organização.

Acompanhe alguns exemplos de custos variáveis:

  • matérias-primas;
  • água;
  • energia elétrica;
  • comissões de vendas;
  • embalagens;
  • mão de obra temporária;
  • pagamento de horas extras;
  • fretes, transportes e outros.

Qual a diferença entre custo fixo e variável?

É importante, ainda, que o gestor diferencie os custos fixos dos variáveis. Esse conhecimento favorece a precisão das informações de base para as estratégias financeiras. Os custos fixos não se alteram de acordo com o aumento ou diminuição da produção. A tendência é que eles sempre permaneçam estáveis ao longo do tempo.

Veja alguns exemplos:

  • aluguel mensal de espaços;
  • aluguel mensal de equipamentos;
  • salários de pessoal;
  • seguros;
  • mensalidades de TIC;
  • serviços terceirizados e outros.

Quais os principais passos para a projeção adequada de custos variáveis?

Levante o que é realmente necessário para uma produção mínima. Evite planilhas eletrônicas e considere sistemas completos, como um ERP (Enterprise Resource Planning), para uma aplicação precisa e eficiente. A partir disso, é possível iniciar a projeção com base em mensurações anteriores nos setores de compras e vendas, além do estoque.

Acompanhe algumas ações diretas:

  • quantifique matérias-primas, mão de obra e insumos necessários à produção;
  • relacione esses componentes aos preços de compra;
  • estabeleça uma receita de fabricação para cada produto ou serviço;
  • quantifique números mínimos para cada produção;
  • determine o volume pretendido e multiplique pelo valor unitário.

Essas ações embasam a maioria das composições relativas ao custo dos produtos vendidos. Dependendo do tipo de atividade desempenhada pode ser necessário alguns ajustes ou uma projeção diferente.

Como analisar os resultados?

A projeção de custo variável deve retornar uma série de elementos de base para as estruturações financeiras. Cada quantitativo encontrado deve ser conceituado e relacionado para aprimorar as tomadas de decisão dos gestores. O CPV ou Custo do Produto Vendido é um dos resultados e tem a função de gerar uma margem de contribuição positiva para o pagamento das despesas operacionais e o acúmulo de lucros.

O CMV ou Custo das Mercadorias Vendidas deve servir de base para empresas que trabalham com sistemas de revendas. Para cada mercadoria revendida, o custo será o mesmo preço de compra.

O CSV ou Custo dos Serviços Prestados é focado em organizações que precisam mensurar gastos relativos à prestação de serviços. A composição é feita pelos salários e demais custos envolvidos na realização.

O volume de produção é outra variável a ser analisada com o intuito de informar se há capacidade de produção para atender às demandas previstas. Essa base será utilizada pela equipe de vendas.

O volume de compras se baseia nas vendas e na capacidade produtiva. O intuito principal é mensurar o capital de giro mínimo para a compra. Além disso, é possível descobrir um tamanho ideal para estocagem e informações sobre fornecedores.

Quais as vantagens de realizar a projeção de custos variáveis?

A projeção correta de custos variáveis é de grande relevância para os gestores. Por meio desse serviço, é possível calcular de forma mais precisa a margem de contribuição para cada produto (informação chave para o cálculo do ponto de equilíbrio, por exemplo).

Também, é possível entender melhor o percentual de contribuição individual de produtos para a execução do pagamento dos custos fixos. Além disso, oferece informações mais relevantes para a otimização de lucros.

Por que priorizar a saúde financeira do negócio?

Reforçamos que a saúde financeira do negócio deve ser prioridade para a diferenciação competitiva e manutenção no mercado. As medidas de gestão financeira aumentam a visibilidade lucrativa do negócio. Com isso, a gestão é reforçada quando repassada às instituições especializadas em soluções digitais e profissionais. O iClips é um software de gerenciamento com alto potencial de controle e oferecido em diversas modalidades adaptáveis ao seu negócio.

Algumas das principais funcionalidades abrangem:

Este artigo apresentou orientações práticas de realização de projeções de custo variável. Além disso, aspectos fundamentais como a saúde financeira de um negócio, a viabilidade econômica de uma agência e o conceito de gerenciamento de custos também foram explorados. Recomendamos a absorção correta desses conhecimentos para a gestão financeira da sua organização.

Quer saber mais sobre projeção de custo variável? Entre em contato conosco e conheça nossas principais soluções!

Fale com um consultor